terça-feira, 29 de janeiro de 2013

"Só por hoje”...

Vão ter dias em que a dieta vai se tornar maçante. E, nesses dias, a vontade de comer os alimentos permitidos será equivalente a vontade de lutar sumô... risos... ou seja: tendendo a zero.

Praticamente todas as semanas, desde o início da minha Dieta Dukan, eu “enfiei os pés na jaca”. É feio eu confessar isso, mas é a mais pura verdade. É que eu tenho um pensamento muito errado e eu preciso, urgente, mudá-lo.

Funciona mais ou menos assim: se eu trabalhei muito o dia inteiro, eu chego em casa e penso "Hoje eu trabalhei muito e mereço comer uma bela macarronada, com molho de bacon com calabresa". Depois que me farto com o macarrão, penso: "Hoje eu trabalhei muito e mereço uma barra de chocolate meio amargo derretido e um creme de açaí com guaraná, granola, mel, leite ninho, banana, morango e tudo o mais que minha criatividade deixar."

O problema, fora o exagero alimentar, é: qual é a relação entre essas duas coisas??? Se eu fosse uma pessoa normal, o pensamento seria: "Hoje eu trabalhei muito, então, eu mereço descansar, vou dormir mais cedo." Baseado nisso, comeria o que está permitido na dieta, tomaria um banho, ligaria a TV para relaxar e iria dormir.

Eu leio um blog diariamente e eu gosto muito dele. É o "Vida Organizada". A Thaís, autora do blog e quem eu admiro cada dia mais, emagreceu muito ano passado (relato aqui). Ela escreveu uma coisa que me fez arregalar os olhos... risos...:

"Todo mundo comeu comidas gostosas que eu não poderia comer, passei por dez coffees-breaks cheios de bolinhos e doces e bebi só água, sobremesa de graça e só no “não, obrigada”, drinks e pessoal comemorando bebendo cerveja e eu na coca zero.

(...) Na hora dá vontade de dizer “só hoje, estamos aqui, é um momento especial”, blablabla, mas uma coisa que eu aprendi desde o início da dieta é que todos os dias nos trarão algo que nos farão pensar ‘só hoje’ e que podem me tirar da dieta."

É isso! Este pensamento do "só hoje", ou do "merecimento", sou eu!

Eu trabalho na mesma empresa desde 2009, em uma sala com 12 homens e 1 mulher. Todos são magros, e a mulher, para o meu completo desespero, pesa coisa de 48 quilos! E eu cheguei aqui com um peso relativamente bom (não lembro exatamente, mas era mais ou menos uns 70 quilos)... fui engordando, engordando, engravidei, me tornei mega redonda (96 quilos)...

Eu entrei no ritmo deles. Fui na onda da "terça-feira do sorvete" (todas as terças-feiras comprávamos sorvete), da "quinta-feira do chocolate" (todas as quintas-feiras comprávamos chocolate) e da "sexta-feira do pastel" (todas as sextas-feiras comprávamos pastéis pro lanche da tarde, desses de feira, fritos, gordurosos, deliciosos). E praticamente todos os dias da semana comprávamos coca-cola depois do almoço (e não, não era coca-cola zero). E todos os dias eu comia pães-de-queijo. Muitas vezes, comia 2 unidades de manhã e 2 unidades a tarde.

Dá pra imaginar?

Quando eu comecei a minha dieta, em outubro passado, portanto, ninguém acreditou em mim. Não é pra menos, certo? E eu fui “massacrada” com tentações. No ápice das tentações, em forma de brincadeira, eles compraram o chocolate e passaram o chocolate entre o meus olhos/nariz e o monitor do computador... tudo pra me fazer vontade. Que situação! Na hora que aconteceu eu entrei na brincadeira, ri, me mantive forte e não comi, mas depois, em casa, eu chorei. Chorei porque ninguém acreditava em mim, porque todo o esforço que eu estava fazendo era alvo de piadas. E eu pensava: “como eu tinha deixado aquilo acontecer?”, “como eu tinha chegado naquele ponto?”.

Vale lembrar que a culpa foi minha, eu nunca me levei a sério, porque alguém ia levar? Eles sempre me respeitaram em tudo, e eles não tinham feito nada demais, eu é quem tinha.

E eu ouvi muitos “vamos ver até onde vai esta dieta”, até que o emagrecimento começou a dar resultado. De outubro pra cá eu emagreci muito (em peso foram apenas 7 quilos, mas em medidas, eu desci 2 números de calça). E todos viram que eu estava levando a dieta a sério, mesmo com alguns escorregões.

Outro dia, no almoço, um colega fez um comentário que me fez desistir de comer arroz: "você vai comer isso? não come não, você é meu exemplo!". E eu desisti de servir arroz mesmo. Não podia voltar a ser desacreditada!

Fazer dieta é um desafio diário e é muuuuito difícil. Só quem esteve deste lado é que realmente sabe o que significa.

Mas, precisamos acreditar mais em nós mesmos. Temos muita força. Precisamos desistir dos “só por hoje” negativos. Precisamos mudar de perspectiva: “Só por hoje eu vou beber coca-cola zero.”, “Só por hoje eu vou comer um pratão de salada.”, “Só por hoje eu vou continuar com o regime, sem desistir.”. Nestes casos... só por hoje, todos os dias. ;-)

6 comentários:

  1. Adorei, Bru! Eu também uso a técnica do "só por hoje... (não vou comer esse doce)". Percebo que depois a vontade passa mesmo, que era algo totalmente irracional. É tipo coisa dos alcóolicos anônimos (evite o primeiro gole).

    ResponderExcluir
  2. Adorei o seu texto, Bru.
    Todos os dias, desde nem lembro quando, vivo mais ou menos o que vc andou passando com os seus colegas no trabalho, só que comigo mesma (risos) pq todos os dias eu quero comer uma coisa que não posso e me vejo meio que revoltada, mas ao mesmo tempo eu penso, melhor assim do que antes quando eu não tinha saúde.
    Bato palmas pra vc, Bru, pq vc tá seguindo em frente apesar de tantas tentações... Vc quer e vai conseguir, JÁ ESTÁ CONSEGUINDO. A gente escorrega, quem não? Vez em quando alguém vem e empurra a gente pro alto, outros até tentam derrubar, mas quando se está focada como percebo vc, então nada vai mudar a direção e depois, o que é comida? É só comida, como disse uma amiga...hahahaha
    Bjo grande, querida!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo texto e pela força de vontade!
    Sucesso!!!

    ResponderExcluir
  4. A D O R E I ! ! !
    Parabéns, muito encorajador!

    ResponderExcluir
  5. Bruna adorei seu texto. Me senti fazendo parte dele. Era exatamente assim que acontecia comigo. Parabéns pela mudança. Devemos ter cabeças de magro. Kkkk

    ResponderExcluir
  6. Bruna! que lindo depoimento. Gostei muito, me senti a verdadeira eu. Estou fazendo a dieta a duas semanas, e estou amando o resultado. Já perdi cerca de 4,5Kg em 10 dias na fase ataque. Concordo com vc quando diz que tem dias que nao quero nem vê as comidas da dieta (e olha que só faz 10 dias), mas sempre invento uma coisa diferente utilizando claro os alimentos permitidos. Gostei muitodo seu blog e vou publicar no meu!!! BJos dukanfofa@blogspot.com.br

    ResponderExcluir